Nivaldo Dakuzaku

Auto-didata, terminou o colégio e no mesmo ano começou a trabalhar nas primeiras produções da Olhar Eletrônico (considerada a primeira produtora independente do Brasil). Passou por quase todas as etapas nos trabalhos audio visuais, desde a criação, produção, som direto, câmeras, iluminação, cenários, animação, edição, até finalização digital.

 

Com o passar dos anos foi se aperfeiçoando em fotografia e trabalhou durante muitos anos como assistente de câmera em 35mm com os melhores diretores de fotografia do país. Entre eles se destaca César Charlone (Cidade de Deus, O jardineiro fiel, Ensaio sobre a cegueira, Banheiro do Papa), na mesma sequencia fez alguns trabalhos como assistente de direção em comerciais de publicidade e programas de tv.

 

Hoje trabalha com Multimidia, criando sites e programas para a WEB. Ocasionalmente faz video clipes para amigos e tem grande interesse em desenvolver conteúdos interativos para a internet